Arquivo da categoria: Uncategorized

Quando fracassar é a melhor coisa

Uma vaga na Federal? Quem não quer? Quem abriria mão?

Desde cedo, a universidade foi minha meta. Desde as primeiras boas notas no ensino fundamental, desde a minhã mãe dizendo que tinha que ser alguém na vida. Quis ser muita coisa, desde então. Quis ser professor, mas me assustei com o caos da educação pública. Quando criança, queria escrever. Mas, não se como, esse sonho foi se perdendo através dos tempos. Talvez porque quase ninguém tem escritores bem sucedidos (leia-se: gente que consegue pagar suas contas apenas escrevendo) entre seus vizinhos. Quis enveredar pelos caminhos da publicidade, mas me disseram que jamais venceriam as “panelinhas”, por mais que pouco entendesse o que isso significa. Tentei até o design, mesmo sem saber desenhar um circulo com o fundo de uma garrafa. Mas é o que se faz quando se tem apenas 18, o melhor ENEM de sua escola e uma bolsa de 100% do Prouni. O problema não era o Prouni, e sim eu, que não sabia o que fazer com ele.

Gostava de computador. De computador, não de facebook. Gostava de saber como eles funcionam. A lógica por trás deles. Toda a coisa do digitar algo na barra de endereços e o mundo aparecer no seu navegador. Assim, em 2011, tinha uma vaga na concorrida UFSCar, no concorrido curso de Sistemas de Informação. Tinha uma vaga EaD, na verdade. Mas a grade era a mesma, os professores eram os mesmos. Bom!

Bom! Exceto pelos 4 anos que passei me sabotando diante desta tela. Tentando me convencer de que poderia fazer algo que na verdade não poderia. Quatro anos sentando aqui, diante desta tela, tentando ler alguma coisa, assistir alguma vídeo aula, digitar algum código… Sem sucesso. Quatro anos, mais de 10 DPs… O sentimento de uma faca revirando suas vísceras todas as vezes que alguém perguntava “como vai a faculdade?”, “você foi bem na prova?”. Não, eu não fui. Eu não estava bem. Eu estava mal. Muito mal. Sabia que tinha que sair, que largar, mas não conhecia a porta de saída. Afinal, quando se entra para uma Federal, a única porta de saída possível é o diploma.

E os anos passavam, as DPs e a insatisfação aumentava… “Largar uma Federal…” Não é o tipo de coisa que sabemos fazer. Até porque seria o segundo fracasso. O curso de Design também só durou um ano ao invés dos quatro que deveria durar. Mas lá, a média do Prouni me obrigou a entender que aquela não era a minha praia. Não tive escolha. Foi duro, difícil. Uma semana de choro. O garoto de menos de vinte anos ganhou e perdeu uma bolsa na faculdade. E agora, estava prestes a reviver esse filme, novamente.

Como estou escrevendo este texto para três fontes diferentes, vou alcançar um público muito diversificado. Por isso digo que não sei se todos vocês, leitores, creem em Deus. Mas eu creio. E sempre tentei fazer tudo debaixo de Sua guia. Exceto o curso de Design, que reconheço que fiz muito mais por uma euforia pós-adolescente. Mas agora, eu cria que estava ali, na UFSCar, por uma porta que Deus abriu. Mas ‘tava tudo dando errado. Como explicar? Era uma questão de fé, também. E isso é o que doía mais.

Mas, não dava para sustentar mais esta situação. Trabalhar o dia todo, sentar diante do computador durante à noite, e fazer de conta que estava estudando. Estava mentindo para mim mesmo, e para todos que me perguntavam sobre a faculdade. Inclusive para minha própria mãe, que me via noites e fins de semana inteiros com livros e computadores na mão. E, no fundo, mentia para muitos. Criei blog, páginas e grupos sobre programação. Mais de 20 mil seguidores. Não! Nunca tentei “vender” uma imagem de “programador” nestes grupos. Nem mesmo os vídeos de tutoriais eram meus. Eu era muito mais um promotor do que qualquer outra coisa. (Aliás, talvez leve jeito para isso. Deveria considerar). Mas, o fato é que eu era e sou um fracasso no mundo da computação.

Enfim, em 2015, eu desisti completamente do curso. Até hoje, poucos — inclusive minha mãe — entendem. Não foi fácil assumir mais um fracasso. Perdi de novo. Mais uma vez comecei, e não terminei. As vezes penso em recomeçar outro curso, mas confesso que tenho medo de um terceiro fracasso. Não tem jeito, sou humano.

E quanto a fé? Bem, eu creio que aquela foi uma oportunidade trazida por Deus. E também foi um aprendizado. Ser religioso, às vezes, implica em um pensamento errado de que sua vida será só vitórias, “só bençãos”. Mas é óbvio que não dar para ser cristão e pensar assim, pois nem mesmo o nosso Cristo teve uma vida só de vitórias. Creio que nessas oportunidades, Deus estava me ensinando a vencer e a perder, pois isso faz parte do grande jogo da vida. Há bençãos nas derrotas também. Há aprendizado, análise. Há oportunidade de rever valores. Tenho 29 anos, mãe, irmãos, sobrinhos, namorada. Sou feliz. Não tenho o melhor dos empregos e nem o melhor dos salários, mas sou feliz. E tenho apenas 29, há muito o que viver ainda. Pude aprender que essa corrida atrás do sucesso se torna burra quando você nem sabe definir direito o que é sucesso.

Muitos entram em depressão após fracassos assim. Muitos se sentem pressionados a vencer a qualquer custo. Mas, o que é vencer? O que é o topo? Muitos concluem seus cursos e vivem bem e felizes. Mas outros se descobrem deslocados depois de 5 anos de carreira, mesmo ganhando mais de 5 mil/mês.

Temos sim que ser “alguém na vida”. Mas, o que é “ser alguém”? Quanto custa? E quanto se ganha? Esta não é uma resposta exata. Para cada um, pode significar uma coisa diferente. Cabe a você achar a SUA resposta! ainda que você tenha que pedir ajuda á uma força Superior, como é o meu caso, rsrs.

No meio deste turbilhão, criei um blog evangelístico. Era para postar algo, de vez em quando. Amo blogs! Escrever relaxa, e me relaxava no meio daquela bagunça que era minha vida acadêmica. E aqui que digo que para tudo há um propósito, ou que há males que vem para bem, ou que devemos enxergar o copo meio cheio, ou.. enfim, rsrs. O blog deu muito certo. É gratificante receber e-mails de pessoas que se sentiram ajudadas com palavras positivas. Comecei a levar a coisa de escrever a sério. Já publiquei algumas coisas no Wattpad, entre livros cristãos, crônicas, contos e poesias. Vou começar um processo mais apurado de revisão, e quem sabe publicar tudo isso? É apenas um “quem sabe?”, por enquanto. E entre tantas mensagens de agradecimento, pedidos de ajuda, e novas amizades que fiz, conheci aquela quem breve se tornará minha esposa. 🙂 Quando estava me inscrevendo para um curso de sistemas de informação, não sabia quantas boas coisas acabaria encontrando no caminho.

Enfim, escrevo esse textão para desabafar, para compartilhar experiências. Sinceramente, não escrevo para evangelizar (ainda que isso possa acontecer, e ainda que me sentisse feliz se isso acontecesse). Mas escrevo mesmo é para compartilhar minha experiência. Fracassei! Que bom! E sabe de uma coisa? Tô vivo! Graças a Deus! Encantado com a possibilidade de começar tudo de novo: seja na área da informática, ou da música, onde já sou envolvido há mais de uma década, ou escrevendo meus livros, ou do direito, que a minha namorada me ensinou a gostar… Ou até da costura, que, através da minha mãe, colocou comida no meu prato durante anos. É mais que fracasso, é recomeço. Se você chegou até o fim deste textão, minha mensagem é: não tenha medo de fracassar, não tenha medo de assumir fracassos. Não tenha medo de sentir a dor, chorar, e recomeçar. Não tenha medo.

E outra mensagem: o que é valor para você? Será que é apenas um diploma e um salário? Será que fazer o que gosta não conta mais? Será que vale a pena se sacrificar por uma salário, apenas? Para quem gosta do que faz, até vender cachorro quente dá dinheiro. Tem tia da barraca que ganha muito mais que muito diplomado por ai. Não estou pregando contra o estudar e o se formar. Mas quero que cada um — concordando ou não com esse texto — pergunte a si mesmo: “o que é valor para mim?”

Anúncios

Vídeo: como se sente um comprador de uma Tekpix

PerguntaQueNãoQuerCalar#1: Eles vendem a câmera e depois vc tem que comprar a bateria? É isso mesmo, produção?

PerguntaQueNãoQuerCalar#2: Vc viu o carinha dando NOVE marteladas pra Tekpix quebrar? Resistente, não?

PerguntaQueNãoQuerCalar#3: É só eu que acho que é ele que merece umas marteladas na cabeça?

Todas as terças, HumorDeProgramador aqui no BlogDeCodigo.

Voto em branco NÃO vai para quem esta ganhando: como funciona eleição para vereador [off]

Por isso que eu falo, SE VC NÃO GOSTA/CONFIA EM NENHUM CANDIDATO, VOTE EM BRANCO, mas tome cuidado PARA NÃO ELEGER BANDIDOS mesmo sem saber.

Ao contrário do que se pensa, O VOTO BRANCO/NULO não vai para quem está ganhando, e nem para quem está perdendo. Ele É DESCARTADO, pois para qualquer contagem, SÓ É CONSIDERADO OS VOTOS VÁLIDOS (a soma dos votos em todos os candidatos, sem brancos ou nulos, como a imagem deixa bem claro).

Nas últimas eleições, MILHÕES VOTARAM NO TIRIRICA, para protestar. (“é melhor votar no Tiririca do que votar em um corrupto” – certamente vc ouviu/disse/pensou isso na época). Mas por causa do quociente eleitoral – explicado na imagem – caras como VALDEMAR DA COSTA NETO, julgado pelo MENSALÃO, foi eleito, ENTRE OUTROS JULGADOS E CONDENADOS. E outro julgado, JOSÉ GENOINO, não se elegeu por poucos votos. Vc votou no Tiririca, mas acabou elegendo caras desse tipo.

Se vc conhece/confia em um candidato, e está votando conscientemente nele, tudo bem, sem problemas. Mas se vc não encontrou nenhum candidato digno do seu voto, não vote em qualquer um, por protesto, vote em branco. Sim, vc vai estar “jogando sua opinião fora”, mas pelo menos não estará elegendo corruptos.

Se vc leu até aqui, PARABÉNS! VC SE IMPORTA COM O FUTURO DA SUA CIDADE E DO BRASIL. ESTE PAIS PRECISA DE MAIS GENTE COMO VC!

LINKS PARA PESQUISA:
Voto branco/nulo não vai pra ninguém (UOL): http://bit.ly/PGfdhS
Tirirca ‘puxa'(Valdemar) Costa Neto (VEJA): http://bit.ly/QLtVbn

 

>>Essas e outras no nosso Facebook , no nosso Twitter, no meu Google+ ou no meu LinkedIn.

Vídeo: Samsung tirando um ‘sarro’ do iPhone 5

Como de costume, só para aumentar a rivalidade entre as duas gigantes dos smartphones, e movimentar lovers and haters around the world, a Samsung lançou o seu famosos comercial ‘tirando uma’ com o iPhone 5. Entre outras coisas, a Samsung ‘alfineta’ as filas quilométricas enfrentadas pelos fãs da Apple para adquirir a ‘novidade revolucionária’ do ano: um aparelho que só agora apresenta a tecnologia 4G, entradas para fone na parte de baixo. e nem conta com a tecnologia NFC, que permite transmissão de arquivos apenas encostando dois aparelhos, tecnologia essa que também permite o pagamento digital utilizando celulares.

Acompanhe o vídeo “The Next Big Thing is Already Here”:

Pausa no momento iTech :(

Pois é galera!

Estava a conversar com o Igor Oliveira, do iTech, que estava mandando posts para nós todas as terças e sábados, e ele disse que o projeto iTech vai passar por uma reestruturação, e que por enquanto ele não vai poder nos mandar mais textos…

Pena! 😦

Mas, ficamos esperando que essa reestruturação não demore muito, e que o iTech possa voltar logo com toda a força, inclusive aqui no BlogDeCodigo!

 

OUTLOOK OU GMAIL?

A Microsoft lança uma nova cara ao seu site de e-mail, levando ao usuário uma forma mais divertida de ver seus e-mails. Mas e o Gmail criado pela grande empresa GOOGLE, como fica nesta história?

Bom, provavelmente vários usuários tem contas ativas nesses dois servidores de e-mail, e levando em consideração que várias pessoas andam com a cara do e-mail antigo, essa mudança levará tempo até que o novo visual do e-mail venha a tona contra o Gmail, por ter um visual mais bonito de se ver e apreciar.

Novo Outlook: será que desbancará o GMail?

Será que talvez algum dia a Microsoft poderá lança uma nova rede social, além é claro do famoso MSN, que até então vendo perdendo espaço para o Facebook no Brasil?

Bom, mas só o tempo dirá o que a Microsoft guarda em sete chaves…

O pessoal do MOMENTO ITECH sempre aparece por aqui as terças e sextas, veja outros posts deles clicando aqui.
DIGA NOS O QUE VOCÊ ACHOU DESTE POST.
 
iTECH no Facebook: www.facebook.com/tecnologytech
iTECH no Twitter: www.twitter.com/N_ITECH
 
*O conteúdo publicado nesta seção é de inteira responsabilidade do colaborador, e nem sempre representa a opinião do BlogDeCodigo.